Vasco de Ataíde

Data de publicação
2009
Categorias
Período
Área Geográfica
Vasco de Ataíde, juntamente com seu irmão Pedro de Ataíde, foi um dos capitães que fez parte da armada de Pedro Alvares Cabral, enviada à Índia e que descobriu o Brasil, em 1500.

Da sua vida antes do embarque nada se conhece para além da sua pertença à família dos Ataídes, cujas origens remontam a Egas Moniz, aio de D.Afonso Henriques, e que adquiriram maior influência e poder com a ascensão da dinastia de Avis.

O biografado estava marcado por uma dupla bastardia, visto ser filho do abade Penalva, D. Pedro de Ataíde, cujo nascimento também ficava marcado pela ilegitimidade. Neste contexto, Vasco de Ataíde é um exemplo dos vários filhos bastardos ou segundos que procuravam melhorar a sua situação social e económica através da participação na expansão portuguesa. De resto, saliente-se que era parente de alguns membros da grande nobreza, como por exemplo de D. Fernando Coutinho e do seu neto Jerónimo, 3.º e 4.º marechais do Reino, respectivamente, e de Afonso de Albuquerque, governador da Índia.

Tendo sido escolhido como um dos capitães da armada de Pedro Alvares Cabral, Vasco de Ataíde nunca chegou à Índia devido ao seu desaparecimento, ocorrido ainda no Atlântico. As fontes não são consensuais no que diz respeito ao seu desaparecimento. Alguns cronistas, como João de Barros e Fernão Lopes de Castanheda, afirmam que a nau sob o seu comando desapareceu durante uma tempestade na viagem entre a recém descoberta Terra de Vera Cruz e o Cabo da Boa Esperança. Por outro lado, Pêro Vaz de Caminha, na sua carta ao rei D.Manuel I, explicita que a perda da nau de Vasco de Ataíde se deu aquando da passagem da armada por Cabo Verde e que não havia quaisquer sinais de mau tempo, sendo a hipótese apresentada pelo escrivão a mais verosímil, enquanto espectador próximo dos acontecimentos. Não existe também consenso quanto ao destino final da nau, algumas fontes afirmam que regressou a Portugal, mas não existem provas que tal tenha ocorrido e todos os balanços de perdas da armada apresentados pelos cronistas incluem a nau de Vasco de Ataíde.

Bibliografia:
Teixeira, André Pinto S. D., "Pedro e Vasco de Ataíde", in Descobridores do Brasil. Exploradores do Atlântico e Construtores do Estado da Índia, Costa, João Paulo Oliveira e (coord.), Sociedade Histórica da Independência de Portugal, Lisboa, 2000.