Giovanni da Empoli (1483-1517)

Data de publicação
2010
Categorias
Período
Área Geográfica
Entradas associadas
Mercador nascido a 24 de Outubro de 1483 na cidade italiana de Florença. A sua actividade comercial teve início na empresa do seu pai, Leonardo, onde adquiriu conhecimentos relativos à contabilidade, às operações de câmbio e aos metais preciosos. Chegou a Lisboa em Dezembro de 1502, saído a 27 de Dezembro do mesmo ano da feitoria de Bruges onde esteve por um período de nove meses. Em Portugal estabeleceu contacto com as famílias dos Sernigi e Affaitati, bem como com Luca Giraldi.

No dia 6 do mês de Abril de 1503 iniciou a primeira viagem (de três) que efectuou ao Oriente, a bordo de um dos navios da armada de Afonso de Albuquerque. Regressou a Lisboa em Setembro do ano seguinte com carregamentos de pimenta, tendo partido logo de seguida rumo à Flandres. O seu regresso a Portugal, depois de alguns anos passados em diversas cidades europeias, ocorreu por volta de 1509, ano em que Giovanni, juntamente com um outro italiano, investiu 150 cruzados no armamento de dois dos navios da frota (Boa Ventura e Santa Cruz) comandada nesse mesmo ano por Fernando Coutinho.

Em 1510 partiu novamente do porto de Lisboa, numa segunda viagem à Índia portuguesa, no seio da armada de Diogo Mendes de Vasconcelos. No decorrer dessa estadia em paragens asiáticas, em 1511 Giovanni da Empoli envolveu-se na conquista da cidade de Goa liderada por Afonso de Albuquerque, o qual o nomeou cavaleiro após esse episódio. No mesmo ano participou na conquista de Malaca. Em Janeiro de 1514 deixou Malaca (depois de recusar o convite de Albuquerque para desempenhar as funções de feitor dessa cidade) com destino a Lisboa, onde chegou a 22 de Agosto de 1514.

Embarcou novamente na capital portuguesa, dessa vez na armada de Lopo Soares de Andrade, em Abril de 1515, com destino à ilha de Samatra onde tomou posse do cargo de feitor régio, por nomeação do monarca D. Manuel I, e permaneceu até durante o ano seguinte. A 17 de Junho de 1517, integrado na frota comandada por Fernão Pires de Andrade deixou Malaca rumo à China, país com grande consumo de especiarias, principalmente de açafrão e pimenta.

Faleceu vítima de cólera na cidade de Cantão, em Outubro do ano de 1517.

Bibliografia:
ALESSANDRINI, Nunziatella, Os italianos na Lisboa de 1500 a 1680: das hegemonias florentinas às genovesas (tese de doutoramento), Lisboa, Universidade Aberta, 2009; SPALLANZANI, Marco, Mercanti Fiorentini nell'Asia Portughese (1500-1525), Florença, Studio per Edzioni Scelte, 1997; Idem, Giovanni da Empoli. mercante Fiorentino nell'Asia portoghese, Florença, Studio per Edzioni Scelte, 1999.