Dinis Dias

Data de publicação
2009
Categorias
Período
Área Geográfica
Navegador português do século XV que descobriu o cabo Verde. Escudeiro e criado da Casa de D. João I. Em 1444, empreendeu uma viagem numa caravela armada pelo infante D. Henrique, tendo chegado ao Senegal e ao cabo Verde, que à data se tornou o ponto mais meridional da costa ocidental africana conhecido pelos portugueses. Dinis Dias fez os primeiros escravos negros da costa da Guiné. Aportou numa ilha fronteira à ilha de Palma (actualmente «ilha Goreia», fazendo parte do Senegal). Em 1445, regressou à costa de África, ao comando de uma das várias caravelas que foram explorar a região da Guiné. No entanto, esta sua segunda missão revelou-se meramente comercial e, segundo o próprio Dinis Dias, sem grande proveito. Em 1446, D. Afonso V nomeou-o para o cargo de escrivão do desembargo da Casa do Cível, mercê que recebeu possivelmente como recompensa dos seus serviços. Alguns historiadores têm identificado este navegador henriquino com um Dinis Dias que executou ofícios na Guarda até 1480, ou seja, cerca de quarenta anos depois da primeira viagem de Dinis Dias. Como tal, é pouco provável que se trate da mesma personagem.

Bibliografia:
TORRÃO, Maria Manuel, "Dias, Dinis" in Dicionário de História dos Descobrimentos Portugueses, vol. I, Lisboa, Caminho, 1994, pp. 353-354. ZURARA, Gomes Eanes de, Crónica dos feitos notáveis que se passaram na conquista de Guiné por mandado do infante D. Henrique, 2 vols., Lisboa, Academia Portuguesa de História, 1973-1981.