António Kiuni (?-1622)

Data de publicação
2009
Categorias
Período
Área Geográfica
Religioso da Companhia de Jesus que trabalhou no Japão. Faleceu em Nagasáqui a 10 de Setembro de 1622. Dógico da Companhia, partiu para o exílio em Macau, em Novembro de 1614. Regressou depois ao Japão na companhia de outros antigos dógicos, Pedro, Miguel e Gonçalo e todos passaram a fazer vida de eremitas. Foram aprisionados em Nagasáqui, em 1619, e acusados de serem padres. António, como os seus companheiros, resistiu a todas as tentativas para apostatar e foi remetido para o tronco de Ômura, onde foi admitido na Companhia, antes de 6 de Outubro de 1621. Ainda noviço, foi queimado vivo, em Nagasáqui.

Bibliografia:
COSTA, João Paulo Oliveira e, O Cristianismo no Japão e o Episcopado de D. Luís de Cerqueira, dissertação de doutoramento em História apresentada à Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, Lisboa, 1998 (texto fotocopiado).